INSS anuncia pente-fino com 152 mil beneficiários de auxílio-doença e aposentadoria por invalidez

O Governo Federal publicou edital nesta quinta-feira (12) no “Diário Oficial da União” que convoca para perícia médica pessoas que recebem auxílio-doença ou aposentadoria por invalidez do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Paralímpicos falam sobre bullying e inclusão de deficientes

Marco Aurélio e José Jesus, atletas paralímpicos medalhistas em olimpíadas, estiveram no Colégio Renil, em Mauá, palestrando para alunos dos 6º e 7º anos abordando dois assuntos muitos discutidos na atualidade: bullying e a inclusão de deficientes.

Fazendinha é diferencial no Jardim Renil Kids

As crianças são incentivadas a, diariamente, participarem no trato aos animais como alimentação e cuidados, bem como a acompanhar o crescimento das plantas, principalmente das hortaliças.

Arena da “Patrulha Canina” invade o Mauá Plaza Shopping

Várias atividades da turminha mais corajosa da televisão estarão na Praça de Eventos a partir do dia 10 de abril. As inscrições são gratuitas e podem participar crianças de 03 a 12 anos.

sexta-feira, 31 de agosto de 2018

Mauá abre editais culturais que se somam em mais de R$ 1 milhão em recursos


Projeto cultural A Locomotiva foi lançado nesta quinta-feira, 30/8

Assim como as estações de trem, a Secretaria de Cultura e Juventude de Mauá, dividiu os projetos culturais em estações do ano. Com uma proposta que prevê mudanças educacionais nas apresentações, tanto na primavera quanto no verão, o projeto A Locomotiva terá a participação dos jovens como força motriz das novas ações da Pasta.

Em coletiva de imprensa realizada nesta quinta-feira, 30/8, no Museu Barão de Mauá, o secretário Caio Evangelista apresentou particularidades do projeto e lançou os editais FaFc (Fundo de Fomento e Apoio a Cultura) de R$ 100 mil, ProAC (Programa de Ação Cultural) de R$ 345 mil e um edital específico para as Oficinas Culturais de R$ 800 mil, totalizando mais de R$ 1 milhão.


Um dos projetos que vai concorrer ao edital do ProAc é o Hip Hop Educa, que teve início em Mauá há três anos e hoje tem sede na Argentina, Chile, Bolívia e México, além de ter a pretensão de inaugurar um espaço na Polônia. O projeto ensina a dança break para crianças, adolescentes e inclusive alguns com deficiência visual. “Gostaria muito de implantar um projeto para iniciar um festival com disputa de break ou ainda realizar workshop e palestras sobre o tema na cidade. Nosso intuito não é só em relação à dança, mas ensinar o respeito, dar atenção ao meio ambiente e evitar as drogas, por exemplo. Queremos mudar a vidas dos jovens”, disse B-Boy Suco, professor do Hip Hop Educa, que acabou de voltar de uma viagem da Europa apresentando seu trabalho.

Para o secretário de Cultura é preciso estabelecer diálogos com a juventude, que representa quase 37% da população do município, e conquistar apoios e parcerias. “Nossa ideia é construir uma concha acústica, dois outros cômodos para a Casa do Hip Hop e tantos outros projetos que podem sair do papel entre a primavera e o verão. Assim poderemos atender ainda mais a população e ofertar outros cursos”, ressaltou.

A prefeita de Mauá, Alaíde Damo, afirma que A Locomotiva da Cultura será descentralizada e deve contemplar muitas outras pessoas que não se sentiam beneficiadas. “Os chamamentos públicos vão ajudar a pulverizar os cursos, proporcionaremos muito mais cultura com recursos advindos de parcerias que nos ajudarão a manter o trem nos trilhos”.
Além de um café da manhã servido especialmente para a imprensa e para a comunidade cultural, alguns grupos de arte se apresentaram como o Hip Hop Educa e o Sarau do Tapete, com artes circenses e leitura de poesias.

Vista Alegre entrega reforma do lago 5


Tradicional pesqueiro, em Mauá, busca reestruturação e adequação


Na próxima quarta-feira, 5 de setembro, acontece em Mauá a entrega da reforma do lago 5 do pesqueiro Vista Alegre, antigo Califórnia.

O café da manhã está marcado para 6h25 e a partir de 7h00 o lago estará aberto à pesca. A solenidade contará com a presença de autoridades e convidados e está aberta ao público em geral.

Segundo a direção do Vista Alegre, o objetivo principal é restabelecer um dos mais tradicionais pontos de pesca e lazer da cidade. “Estamos trabalhando com afinco e dedicação, buscando oferecer conforto, lazer e entretenimento, não só ao público pescador, mas a todos que optam por uma convivência plena junto à natureza”, explica José Roberto dos Santos, o Beto, ex-gerente do antigo Califórnia e um dos atuais sócios do Vista Alegre.

Rodrigo Tambosi, o Gaúcho, outro sócio do empreendimento, destaca a junção de valores: “Temos a já tradicional Costela Fogo de Chão, estamos trabalhando a 26ª edição que acontece no dia 16 deste mês, portanto, há quase três anos oferecemos esse evento a Mauá e região. Com a união ao Vista Alegre, intencionamos proporcionar mais opção e comodidade a nossa clientela”, explica.

Para Lázaro Ribeiro, também sócio no Pesqueiro Vista Alegre, a reestruturação e ampliação do local é uma tarefa árdua, porém gratificante. “Estamos empenhados ao máximo, atendendo, interagindo e ouvindo nossos frequentadores e parceiros. Nossa meta principal é tornar as instalações do hoje Vista Alegre, não só em um sólido projeto comercial, mas e também em um grande patrimônio sociocultural e recreativo da comunidade. Para isso, prezamos por ícones primários de convívio com todos, entre os quais a confiança mútua, colaboração, preços e condições justas”, completa.

O Vista Alegre reúne 6 lagos para a pesca, sendo que o principal demanda de peixes de grande porte como pacus, tambaquis, cacharas, carpas, entre outros. Também um amplo espaço para eventos, além de área territorial de natureza exuberante e conservada.

Serviço:
Inauguração do lago 5 do Pesqueiro Vista Alegre
Dia 5 de setembro, 6h25
Rua Regina Maria de Lourdes Nascimento, 2114, Chácara São Lúcido, Mauá – Sp
Fone: 11 4578 0036
O lago 5, que será entregue na próxima quarta-feira, 5

Investigada por desvios, Fundação do ABC é afastada de Mauá

CPI na Assembleia Legislativa diz que FUABC não é transparente e faz gestão privada de recursos públicos

A Prefeitura de Mauá não vai renovar o contrato com a Fundação do ABC (FUABC), que vinha administrando toda a rede de Saúde Pública da cidade. A decisão foi embasada na reclamação da população com a péssima qualidade dos serviços e na falta de prestação de contas. A entidade é alvo de investigação de CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), que alega falta de transparência com recursos públicos e contratação de funcionários públicos sem concurso.

“Tomamos uma decisão importante para melhorar os atendimentos de Saúde. A população estava reclamando muito da Fundação do ABC e nós estávamos descontentes com a falta de prestação de contas adequada. A Saúde agora passa por uma transição e garanto que não vamos permitir que a população seja prejudicada neste período. A mudança vai trazer muitas melhorias em pouco tempo”, explicou a prefeita Alaíde Damo.

A prefeitura de Mauá gastava quase R$ 16 milhões por mês com os serviços da FUABC, que foi contratada pelo ex-prefeito Donisete Braga para administrar todos os equipamentos de Saúde da cidade – Hospital Dr. Radamés Nardini, as 23 UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e das 4 UPAs (Unidades de Pronto Atendimento 24 Horas). Esse modelo, segundo disse à imprensa o presidente da CPI que investiga a FUABC, o deputado estadual Carlos Neder, o modelo de gestão “não tem transparência”.

“Temos percebido, no trabalho da CPI, que parte do dinheiro da Saúde vai para o ralo, sem controle, sem que tenhamos a garantia de que está sendo utilizado a favor da população. Se não tiver controle efetivo, vamos nos deparar com recurso usado para campanha eleitoral ou fins particulares. Nos preocupa muito esse caráter híbrido da Fundação, que é, ao mesmo tempo, entidade de direito privado, ou seja, de apoio, e também passa a imagem de entidade pública. Ela foi qualificada como organização social, assim, faz gestão privada de recursos públicos. Promove contratação de funcionários sem concursos públicos e adquire insumos sem licitação”, disse Neder, em entrevista ao Diário do Grande ABC.

No período de transição, até a saída completa da FUABC, a Prefeitura vai assumir os serviços gradativamente sem que os atendimentos sejam prejudicados. “Estamos construindo um modelo de Saúde Pública em que a Prefeitura tome as decisões, respeite a legislação e seja transparente. O que vinha ocorrendo em Mauá não estava certo, tanto que a população vinha reclamando dos serviços”, comentou a prefeita Alaíde Damo